Prezados Associados,

As entidades possuem seus próprios ciclos. Agora estamos nos aproximando de mais uma Assembleia Geral para definir o próximo triênio, 2022/2025. Nestes recentes três anos enfrentamos vários desafios e mantivemos a entidade atuando. A pandemia não deixou de ser um fator que afetou as ações da AETN mas, mesmo assim, algumas foram realizadas, como por exemplo o nosso posicionamento contrário a alienação das áreas verdes pela Prefeitura, que constam na documentação de fundação do Loteamento Metropolitano, disponível na sede da nossa entidade; inicialmente repassadas para a iniciativa privada, destinadas inicialmente a exploração de estacionamentos e, posteriormente, para a construção da nova sede da TranSalvador; numa flagrante triangulação eivada de ilegalidades, bem como os transtornos que a mencionada edificação trará para a região.

Em face disso, entramos com uma denúncia no Ministério Público, e conjuntamente com o Grupo Ambientalista da Bahia – GAMBA, uma Ação Civil Pública, além de denunciar à Opinião Pública por meio da imprensa, as imagens e matérias encontram-se em nosso site, buscando apoio da Sociedade e da Comunidade local. Neste meio tempo, mobilizamos lideranças políticas e órgãos públicos para esta e outras questões que nos afligem, como escassez de segurança, mobilidade precária, invasão de camelôs, falta de limpeza nas ruas e calçadas, iluminação pública insuficiente, etc.

A AETN cumpre com seu papel de Associativismo, e em nenhum momento deixou de representar os genuínos interesses dos usuários da localidade, buscando com a Administração Municipal uma conformidade dos projetos e intervenções públicas na área de abrangência do sítio. Mantivemos constante discussão acerca de uma adequação para o IPTU dos Condomínios, criando uma isonomia com os empreendimentos e um parâmetro realístico em face dos atuais valores dos imóveis circunscritos. Na questão da Segurança Pública, sustentamos uma atuação ativa no Conselho Comunitário de Segurança, com a 35 a. PM, 16 a. Delegacia Civil e Guarda Municipal. Quanto às obras de mobilidade, iniciamos uma interlocução com a SUCOP e a OAS para compreensão das intervenções viárias; em breve, ambas apresentarão em reunião, para a comunidade, as modificações nos logradouros

Esperamos que todas estas atividades em curso possam estar finalizadas ou visíveis, para a coletividade até o final do ano. Informamos o ajuste do nosso site, que será apresentando numa reunião virtual, a ser anunciada; finalmente, de comum acordo, agendaremos a data da nossa Assembleia Geral Ordinária com itens de pauta de prestação de contas, eleição da Diretoria e Conselho Fiscal referente ao triênio 2022/2025, e outros assuntos de interesse da Associação Empresarial Tancredo Neves. Esperamos com isso dar início a um novo ciclo, com mais interação e participação dos Associados. Coloco-me à disposição para esclarecimentos das dúvidas, caso hajam.

Cordiais Saudações.